segunda-feira, 21 de setembro de 2009

BERÇO DO SAMBA DE SÃO MATEUS NA TERRA DO TIO SAM






Bem,quando a turma tava desanimada,já naquela de "raspar a parede pra comer farofa"pintou essa idéia do disco,que a princípio era pra ser mais um do quinteto,o que ia dar no mesmo,porém meu irmão Casca foi além e ,com o apoio do nosso amigo Adriano Diogo,prestativo como o quê,conseguimos levar o projeto para as mãos do Sesc:gravar os compositores e músicos de São Mateus.Tudo certo,produça do quinteto e o clima no estúdio alcançou alturas inimagináveis,até meu parceiro Nino Miau,quem diria,fez São Pedro economizar na conta da Sabesp e o chororô contaminou a rapaziada,transcendendo para o cd onde(os ouvidos mais sensíveis)detectaram a emoção.


E no decorrer da história,num sabor de lua-de-mel e filhote recém-nascido,com a musicalidade á flor-da-pele,os músicos se superaram e o berço do samba fez lançamentos memoráveis e foi atingindo forma de espetáculo e como definiu meu amigo peixe batera,'uma ópera do samba".


Até que ,ao sobrepujar as agruras,como diria nosso camarada Mauro Diniz,esse despretencioso trabalho caiu nos ouvidos do povo "lá de cima",da nação mais belicosa e imperialista do mundo e já estou imaginando o Sandoval acendendo seu portentoso cachimbo de tabacos Black white nas esquinas de Manhatan,escolado num caçador e correndo atrás da cachorrada no Central Park como um serial killer de quinta diplomado na fazenda da juta...o Rato de Tubiacanga curtindo uma partidinha do Rangers no Madison square.No meu delírio,começo a ver o nosso querido Tocão ,ostentando dólares e maneirismos no oitavo sexto andar da Empire State fazendo poses de deixar a gringada maluca,inclusive até nosso 'empresário' Roni King dando uma canja por lá,o pessoal gostando e ,no meio da muvuca,um lutador de boxe chama ele na xinxa pedindo uma força nos trabalhos...quem é aquele ali?quem já foi ao nobre camarim do "berço"com certeza deve ter visto um cabide comas iniciais G.B.,minha linda leitorinha deve estar imaginando que é o nosso querido autor de novelas globais Gilberto Braga,errou,mas a trama é a Vera e passeando pela Rockefeler Center dando nó nas folhas da árvore de natal é o nosso Gerson da Banda,nosso G.B,ex-funcionário da KGB e da banda de um tal de chico messias,mendes,sei lá.


E ali,na Times Square,esperando o reveillon,quem eu vejo?Marquinho Pavão,como sempre ,avesso ás emoções,reluzindo em seu prisma luminoso as mais belas melodias e olhando o apressado movimento novayorquino sem perder sua cadência e seu sorriso,avista de longe o nosso "prefeito' balançando as estruturas da Brooklin Bridge,é o Tim Maia!capaz de fazer de uma loja de rede ,uma rede de lojas.até a estátua da da liberdade faz uma reverência ,com certeza já deve ter sentido a pressão da rapaziada.


E assim prossegui a caminhada e em cada lugar que eu ia,encontrava um conterrâneo:nosso gogó maior Luis Lira,o Tiago França,o Alan abadia,a Dulce,a Mara,Ainá,Jurema,Graça,além dos meus companheiros do Quinteto em Branco e Preto:Magno,Maurilio e meus irmãos Casca e Everson (el capitain)Pessoa,do Metropolitan museum of art ao estilo gótico na arquitetura suntuosa do Woolworth Building.então percebi um suingue diferente,um clima diferente,um modo de viver.


São Mateus está dentro de nós,é a única maneira de sermos universais ,e modéstia á parte ,com a poeira da mediocridade que assola nosso país,acho que é a única maneira que encontramos para,sem entreguismos ne apelações,representar a nossa querida pátria,o nosso querido berço:o Brasil.


Vitor Pessoa

7 comentários:

Nany di Lima disse...

dentro do compositor um cronista ou um cronista dentro do compositor? dentro e dentro cada vez mais dentro victor hugo das pessoas todas que te merecem.

Deise... disse...

Incrível! Como se o "Tio Sam" já não bastasse, a sua epopéia marcou de vez a passagem do berço por New York, lógico com requintes que só você poderia dar!

Parabéns, post intrigante, interessante e inteligente!

Beijos

Marcinho disse...

Dá nitida sensaçãode sentir as sábias colocações maestrais de Nei Lopes..Éssa inteligência inspirada faz desse fato uma musica sem melodia...muito bom pra nós que lemos e pro nosso samba que ganha o mundo

NINO MIAU disse...

...E AI CHEGA VC E SAI ESCREVENDO COMO SE FOSSE UM "NELSON RODRIGUES" DAS DOCES PALAVRAS.
POR CERTO SABEMOS QUEM VC É E SABEMOS QUE TEMOS AO NOSSO LADO UMA DAS MENTES MAIS BRILHANTES DA NOSSA TERRA.
E EU LEVO UMA CERTEZA COMO 2 E 2 SÃO MILHÕES,QUE VC É UM ESCRITOR QUE FAZ DAS POBRES ESTÓRIAS UMA GRANDE HISTÓRIA...VALEU MEU PARCEIRO,OU MELHOR,"PARICERO".

EMERSON URSO disse...

Que beleza meu parceiro, uma historia de sucesso, hulmildade e talento. Assim com certeza todos os santos ajudam e Deus abençõa, forte abraço desse seu fã eterno !!!!

Anônimo disse...

É Meu Batera!!! Matou sem tirar sangue lá e Cá... rs Abs e parabéns pelas belas palavra por sinal, muito bem distribuídas neste texto extraordinário! Sou seu eterno fã... Maurilio de Oliveira, seu criado!

CidadãoEu disse...

Essa é uma viagem, verídica ou viajada, que eu pagaria para ter acompanhado e registrado.

Penso nas fotos que esse "rolê" poderia ter produzido (ou produziu, não sei).

Na próxima, me inclui no pacote... rsrs. Garanto a satisfação!

Ah, só pra registrar... o Berço é outra instituição que estou em falta, tal qual a Orquestra. Prometo... hei de pagar essa dívida.