segunda-feira, 24 de agosto de 2009


novamente primavera
(primavera de um desejo)


o meu desejo

se abriu á sede

ao abio do néctar lascivo

o meu desejo

se conteve ao grito

ao atrito de um ranger passivo

o meu desejo

é como a cica

dos cajus que adornei sereno

meu desejo

é quase ameno

com sol á pino fez-me quarador

e segurei a dor

até o momento que ela me habitava

lutar não mais podia

lutar...a luta não vencia

e foi assim

que a dor me amava...

o meu desejo

rodou nas águas

fez-se um furacão

o meu desejo

fez de um beijo

prece,sem perdão

o meu desejo

partiu porque me havia febre

e a lebre está contida no patê

o meu desejo

tem fé no que crê

e virou meu próprio dossiê

o meu desejo

tem razões tão certas pra sonhar

mil defeitos pra se envergonhar

o meu desejo

tem tempo pra pensar

e eu confio na resolução do tempo!

o meu desejo

sempre se entregou ao vento

eu aceito seu jeito sua busca seu intento

até o inverno passar e chegar nova era...

um rebento nasce:

-é primavera!


vitor pessoa


8 comentários:

Anônimo disse...

Linda mensagem, sabedoria pura!!! Grande Bjo Vitinho.... Encontrei seu Blog!!
Amanda

Tatiana disse...

Vitor....vc é maravilhoso,um ser humano abençoado pelo dom da poesia e de uma humildade ímpar...e o melhor (na minha opinião)faz parte do melhor grupo de samba de São Paulo,se não for o melhor do Brasil......
Peço ao nosso Pai Maior muita luz na sua mente para poder mostrar cada vez mais seus lindos poemas....

bjinhuuuu....

Tatiana Focchi

Deise... disse...

O raro é saber expressar na palavra, o sentimento contido, e por ai então vindo à tona... como suas belas palavras!

Prazer ler seu blog...

Bjo grande Deise

ps. segue o link do meu blog, como conversamos na segunda!

www.deusameto.blogspot.com

aguardo sua visita!

Nany di Lima disse...

Krido meu!
É assim mesmo né ?
É sempre um triangulo:
eu, voce e o amor
tu, ela e o amor
um, outro e o amor
lá, cá e o amor

bichinho que nunca muda de nome.

e não é porque lá está e cá estou que vais sumir de novo!!!

blessed be

Nany

Paulo disse...

Êêêê vitinho vc é sem sombra de dúvidas um gênio,como sempre palavras maravilhosas,parabéns,bom saber q vc tem um blog,pode ter certeza q visitarei sempre,abraço e muito axé irmão,

Paulo Maciel.

Paulo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
erica-bruno disse...

Oi poeta, que lindo não resiti..que delicia poder ler algo assim...saudades...da minha terra!!! São Mateus que bom que fazemos parte desta história, sorte e um forte abraço Vitor Hugo(alias até o nome é imponente..hein! rs)muitos BEIJOSSSSSSSSSS

leandro disse...

Muito bom seu blog Vitão, vou visitar mais vezes, grande abraço